14
Fev 10

           O cansaço é evidente a cada dia que passa. As derrotas em cada batalha são cada vez maiores e a esperança de ganhar a guerra acabou. A capa que trago vestida, cada vez é mais fina. Esta capa tapa as inseguranças, as incertezas, os medos, as fragilidades, a dor, a angústia, o desespero, a desilusão, a frustração, as lágrimas. Sem capa, sinto-me desprotegida, incompreendida. Estou só com muita gente. A desilusão é maior que a própria dor. Falta a vontade de viver, os objectivos a atingir, os sonhos a concretizar.

Vou entrar no meu mundo, fechar a porta e deitar fora a chave. Quero deixar para traz o sofrimento, as desilusões, os castelos construídos no ar, as ilusões criadas sem fundamento racional …
Estou farta de esperarem demais de mim, de desvalorizarem os meus sentimentos. Estou farta de ouvir que os outros são melhores que eu; que devia ser como aquela ou a outra ou ainda que sou um monstro; estou farta! Porque é que querem que eu seja igual àquela pessoa e não respeitam como sou? As minhas necessidades, as minhas diferenças? Se não faço o que é considerado normal para a minha idade, é porque não gozo bem a vida ou sou uma “parva enjoada” mas se faço o que realmente gosto sou criticada, gozada, desmoralizada, criança, …
Estou farta de utilizar uma capa; de parecer forte quando preciso de ser compreendida. Tenho que compreender tudo, e quem me compreende? Não posso estar triste, tenho que estar sempre alegre e bem-disposta, tenho que suportar tudo de sorriso nos lábios, tenho que ouvir e calar, se falo o que penso ou dou a minha opinião e tento levá-la até ao fim é porque tenho “mau feitio”. Estou tão farta disto tudo!  Por vezes penso que neste mundo não faria muita falta. Quem daria pela minha ausência? Sinceramente? EU acho que ninguém! Uns já não tinham uma gralha a falar, outros não tinham uma chata ao pé deles.
O meu limite de tolerância está a prestes a terminar ou já terminou. Já tudo me aborrece, não tenho paciência para nada. Expludo por pouca coisa.
Estou farta!! Mas mesmo farta!
Fechei a porta e deitei fora a chave.
publicado por olhosverdes21 às 21:10

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


arquivos
2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO