18
Jul 06

O mar está calmo,

As estrelas brilham.

Ouvem-se o cantar das ondas

Que entrelaçam-se entre si.

 

Caminhadas sem destino

Fazem-se sem pensar,

Como andorinhas a voar

Para encontrarem o seu ninho.

 

Pensamentos deslizam

Ao sabor do vento,

Vagueando pelas estrelas

Em busca de sossego.

 

Os olhares cruzam-se

Nos céus estrelados,

Unificam-se ao luar

De cada noite iluminada.

 

publicado por olhosverdes21 às 18:04

1 comentário:
Bonito poema ;)
Continua a escrever.

Beijinhox
Tigresa a 8 de Julho de 2008 às 23:14

Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO